PREFEITOS NÃO ACEITAM RETORNO ÀS AULAS PRESENCIAIS



A posição dos prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) em contrariedade ao retorno de aulas presenciais será oficialmente apresentada durante o encontro que a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) promove nesta terça-feira, a partir das 9horas, em plataforma digital.


O assunto, que mais uma vez pautou o encontro semanal dos chefes do Executivo da região, ganhou posição unanime de que é impossível o reinício do dia 31 de agosto, como o governo estadual está propondo.

Durante o encontro, os prefeitos e secretários municipais de Educação voltaram a lembrar sobre as dificuldade em adequar espaços para o retorno dos alunos em condições de segurança sanitária, os riscos do transporte escolar - principalmente em cidades onde os percursos rurais são longos - e os investimentos em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como principais empecilhos à adesão da proposta de calendário apresentada pelo governador Eduardo Leite.


Ao defenderem que o calendário das redes pública e privada deve caminhar junto, os gestores da Zona Sul encaminharam a proposta de que a FAMURS torne a discutir o assunto após o dia 15 de setembro e, especialmente, após a definição sanitária da Secretaria Estadual de Saúde, a quem cabe o controle epidemiológico da COVID-19.

1 visualização0 comentário