top of page

AZONASUL REÚNE PREFEITOS EM PINHEIRO MACHADO.



Os prejuízos causados pela “pior seca do mundo”, como os órgãos meteorológicos estão definindo o efeito climático da falta de chuva que assola o Estado pelo terceiro ano seguido, pautou as discussões e encaminhamentos dos chefes do Executivo da região que participaram ontem (27) da reunião promovida pela Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) na 39ª edição da Feovelha, em Pinheiro Machado. Os prefeitos apontam dizimação de lavouras, lagos, açudes e rios secos, desabastecimento de água em cidades e campo e buscam, agora, evitar perdas humanas.


O presidente da Azonasul, Douglas Silveira, prefeito de Cerrito, defende a destinação de recursos extras, através de órgãos estaduais e federais para mitigar os efeitos imediatamente. Na última semana, Silveira participou de um verdadeiro tour de audiências, em Porto Alegre, buscando soluções e mostrando as demandas apresentadas pelas prefeituras, entre as quais solicitam caixas de água; liberação para perfuração de poços e caminhões com água potável para o abastecimento de famílias. “Essas, são ações paliativas, que precisam ser atendidas sob pena de prejuízos maiores à saúde da população. No entanto, é inadmissível que a nossa região discuta o mesmo tema todos os anos. Precisamos ter vez e voz em instancias do governo federal para investimentos eficientes que solucionem os problemas”, sustentou.


O mesmo pensamento sobre soluções definitivas foi apresentado pelo deputado federal Daniel Trzeciak, que participou do encontro para fazer a entrega de uma máquina retroescavadeira, adquirida pelo Consórcio Público da Azonasul, através de emenda parlamentar. “O meu primeiro mandato contemplou todos as localidades da região e fui reeleito para dar continuidade a esse trabalho”, disse.


PAUTAS – Debates sobre o realinhamento de utilização do Fundo Ovelha para expansão de atividades; contratos de coleta de resíduos sólidos nos municípios e participações de vários políticos, entre os quais o secretário estadual de Agricultura, Giovani Feltes; o deputado federal Afonso Hamm; o diretor do BRDE, Otomar Viviam, marcaram a reunião dos prefeitos. A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas apresentou proposta para a utilização do prédio da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa), localizado no Capão do Leão, pelas prefeituras da região. “A companhia entrou em processo de liquidação e os prédios entrarão para leilão. O caso deste, instalado na zona sul, pode ter um tratamento especial”, vislumbrou a prefeita. Ainda pautou o encontro, a participação de coordenadores da Agência da Lagoa Mirim, que está efetuando um trabalho sobre as cidades de fronteira.

25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page