PREFEITOS DA AZONASUL SOLICITAM ANTECIPAÇÃO DE VACINAÇÃO AOS AGENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA.


Presidente da Azonasul, Vinicius Pegoraro (PMDB)
Presidente da Azonasul, Vinicius Pegoraro (PMDB)

A Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) enviou ofício, na tarde de ontem, ao Ministério da Saúde pedindo a antecipação das forças policiais na vacinação contra a Covid-19. O encaminhamento foi coordenado pelo presidente da entidade, Vinicius Pegoraro (PMDB), prefeito de Canguçu depois de receber a unanimidade durante a reunião dos prefeitos.


No ofício, a Azonasul apresenta relatos sobre a situação dos profissionais com o avanço da Covid-19. Justifica que as medidas sanitárias para controle da pandemia, incluem, muitas vezes, "a realização de procedimentos pré-hospitalares de urgência realizados pelas forças policiais, somados ao transporte de enfermos entre estados e municípios", devido a alta ocupação dos leitos em algumas localidades. "O contato diuturno dos profissionais de segurança pública com o público acarreta altos riscos de contaminação", diz o texto.


A Azonasul também lembra que esses profissionais estão na linha de frente, fazendo valer o cumprimento dos protocolos de segurança e de distanciamento social, tão necessários para conter a disseminação do vírus estando, a grande maioria, em contato direto com a população mais vulnerável e mais carente da sociedade.


PARTICIPAÇÃO – O secretário estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura, deputado Luiz Henrique Viana (PSDB), recém empossado no cargo pelo governador Eduardo Leite (PSDB), participou da reunião da Azonasul para apresentar a estrutura de sua pasta e antecipar pautas que serão prioritárias. Também foram debatidas pautas regionais nos âmbitos federal e estadual e as estratégias para o ingresso de ação coletiva para permitir a contratação excepcional de médicos brasileiros formados no exterior, mesmo que não tenham prestado o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas (Revalida), e estrangeiros que atuaram no Programa Mais Médicos, enquanto durar o estado de calamidade de saúde internacional decorrente da pandemia.

52 visualizações0 comentário