PREFEITURAS DEVEM EDITAR DECRETOS AO LONGO DA SEMANA.



Dentro das estratégias estabelecidas pelas lideranças regionais para conter a aceleração de contágios nas 22 cidades da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), a alternativa de edição de decretos restritivos para organizar ou coibir atividades comerciais, esportivas e de lazer será adotada por todas as prefeituras ao longo desta primeira semana crítica. A definição foi tomada pelos membros do Comitê Técnico Regional de Enfrentamento à Pandemia durante a reunião da manhã de segunda-feira.


Sob a coordenação do prefeito Favio Télis, de Jaguarão, o Comitê debateu os pontos críticos deliberando medidas mais restritivas em alguns pontos particulares nas localidades da região. “Os decretos obedecerão os rigores da bandeira vermelha e não serão mais flexíveis. Podem, isso sim, serem mais gravosos do que os estabelecidos na classificação da bandeira vermelha”, explicou Telis.


No mesmo instante em que o Comitê discutia, o presidente da Azonasul, Vinicius Pegoraro, reunia-se com o governador Eduardo Leite para apresentar a posição regional. Dentre os pedidos encaminhados, destaque para a necessidade de melhoria do apoio das forças de Segurança Pública para as fiscalizações municipais na questão de controle às aglomerações e correto cumprimento dos protocolos sanitários, principalmente em pequenos municípios, onde o contingente policial é bem menor.


O governador fez um apelo para que os prefeitos da região não meçam esforços para conter a velocidade das contaminações alertando a população sobre os riscos e o evidente risco de colapso no sistema de saúde. “Se não houver a conscientização de todos, a pandemia sairá do controle”, disse Eduardo Leite.


COGESTÃO - A decisão sobre a manutenção do sistema de cogestão após o dia 2 de março será anunciada somente após a reunião de Leite com o Comitê Técnico de Crise do Estado. A totalidade das associações regionais de municípios gaúchos pediram ao governador a continuidade do sistema.

23 visualizações0 comentário