PRESIDENTE DA AZONASUL PARTICIPA DE ATO DE ASSINATURA PARA CONSTRUÇÃO DE HOSPITAL DE PRONTO SOCORRO.


O presidente da Azonasul, Douglas Silveira, prefeito de Cerrito, participou nesta quinta-feira do ato de assinatura de contratos para a construção do novo Hospital de Pronto Socorro Regional (HPSR). Aproximadamente R$ 60 milhões serão empregados no complexo por meio do programa Avançar RS do governo gaúcho, com contrapartida do Município. O início das obras está previsto para a segunda quinzena de abril, a cargo da empresa Construtora Augusto Velloso S/A, vencedora da licitação. O HPSR ficará na avenida Bento Gonçalves, numa área que compreende as atuais estruturas do Centro C ovid, a sede da Secretaria de Desenvolvimento Rural e uma unidade de apoio do Sanep.


A prefeita de Pelotas Paula Mascarenhas e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, assinaram o documento no último dia do mandato do governador Eduardo Leite, que renunciou ao cargo nesta semana.





Em seu pronunciamento, Paula destacou a empresa vencedora da licitação como uma organização com experiência comprovada na área de construção de hospitais. “Teremos o melhor Hospital de Pronto Socorro do Estado e um dos melhores do país. Apenas um ano e meio depois que o governador anunciou que viabilizaria, com recursos próprios do Estado, o novo hospital para a região, estamos assinando o contrato de quase R$ 60 milhões, mostrando seriedade e o tempo de uma nova realidade para a saúde da região, que voltou a ter protagonismo”, destacou a prefeita.

O governador Eduardo Leite ressaltou que a saúde é uma demanda histórica da cidade. “O grande compromisso com a cidade era a saúde, área que a população mais apresentava demanda. Agora existe, de parte do Estado, incentivo financeiro para as prefeituras, recursos para ampliação dos serviços nas unidades, novo conceito de atendimento. Estamos expandindo no Estado o que implantamos em Pelotas, a Rede Bem Cuidar. Aqui, construímos a primeira UPA e vamos aproveitar o espaço desta segunda para a construção do Hospital de Pronto Socorro Regional. A dificuldade, em Pelotas, é o Pronto Socorro, par a dar suporte local e para a região. Por isso, fizemos o investimento”, frisou o governador.

Sobre a assinatura do contrato para construção do HPSR, Eduardo Leite enfatizou que “aqui não é um contrato, é um anúncio para gerar notícia. O dinheiro está na conta da Prefeitura de Pelotas, E, mais tarde, se poderá anunciar a terceira etapa do Avançar Saúde. Serão R$ 120 milhões que se somam ao que já anunciamos e vamos fazer chegar a quase meio bilhão de reais para a área. O HPSR está inserido numa série de outros investimentos distribuídos em, pelo menos, 74 hospitais do RS.”


Como será o HPSR


Considerado como hospital geral pelo Ministério da Saúde, o complexo disponibilizará atendimento especializado tipo II, acolhendo urgências e emergências. A unidade contará com tecnologia e recursos humanos para casos clínicos e cirúrgicos e receberá pacientes de Pelotas e Zona Sul.

O HRPS terá 9,3 mil metros quadrados de área construída, 121 leitos clínicos - dez destinados a Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) para adultos e dez para pediatria -, cinco salas cirúrgicas e dependências para recuperação. O hospital também prestará atendimento básico de cirurgia geral, traumatologia, bucomaxilofacial e cardiologia.

30 visualizações0 comentário