REUNIÃO COM A CEEE/EQUATORIAL MOSTRA CARÊNCIA NO FORNECIMENTO DE ENERGIA NA REGIÃO.



“A Azonasul vai percorrer as localidades atendidas pela empresa para avaliar investimentos e detectar problemas ïn locco”. O anúncio foi feito pelo presidente da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), Vinicius Pegoraro (MDB), prefeito de Canguçu, ao término da reunião promovida na última sexta-feira (4), em Pelotas, com a direção do Grupo CEEE/Equatorial, para tratar sobre os problemas enfrentados com a instabilidade no fornecimento de energia à população da região.


Durante o encontro, os prefeitos e representantes das 21 localidades da zona sul atendidas pela Companhia apresentaram as demandas e relataram os transtornos e prejuízos causados pela falta de energia elétrica.

Durante pronunciamentos, o presidente Vinicius reforçou que o problema precisa ser corrigido o mais breve possível e que a região deseja receber um olhar especial do Grupo Equatorial na priorização de investimentos e melhorias. “Nosso progresso depende da geração de energia de qualidade, competitiva e eficiente. Vamos focar nestas ações para a melhoraria dos serviços”, concluiu Pegoraro.


MANIFESTAÇÕES - Atento à reunião, o deputado estadual Pedro Pereira (PSDB) chegou a se dizer arrependido em ter consentido a privatização da CEEE, uma vez que os serviços pioraram de qualidade. Em resposta, Giovani da Silva, diretor da Equatorial, pontuou que o grupo não tem ligação com a privatização da companhia. “A Equatorial apenas comprou uma empresa que estava à venda”, disse. Os executivos representantes da Equatorial apresentaram os projetos e dados de serviços já realizados pela empresa, apresentando os projetos já tratados. Todos foram enfáticos ao anunciarem que estão abertos para receberem as críticas e à disposição dos chefes do Executivo da zona sul.

18 visualizações0 comentário